segunda-feira, março 01, 2010

SIMPLESMENTE COMPLICADO (It's Complicated)



Nancy Meyers tem se firmado como uma das mais importantes diretoras de comédias românticas da atualidade. Não exatamente pela qualidade de suas obras, mas porque seus filmes têm regularidade, temas recorrentes e a marca da autora. Vendo SIMPLESMENTE COMPLICADO (2009) eu percebi o quanto os seus filmes têm um "feel good" e um cuidado que poucos filmes do gênero têm. Estão longe de serem geniais, mas também não merecem o desprezo da audiência. E com SIMPLESMENTE COMPLICADO - assim como aconteceu com ALGUÉM TEM QUE CEDER (2003) - pode-se dizer que ela já tem um público certo e amplo, já que também conta com a turma que já passou dos cinquenta e pode se identificar e se divertir com os personagens e as situações.

Na trama, Meryl Strep é uma mulher divorciada que aos poucos está ficando sozinha em casa, já que seus filhos crescidos estão saindo para cuidarem de suas vidas. Ela tem uma relação mais ou menos amigável com o ex-marido (Alec Baldwin), que hoje é casado com uma mulher bem mais jovem que ela. Ela e o ex-marido cometem uma loucura numa viagem para Nova York, quando viajam para a festa de formatura do filho mais novo. Carentes de afeto e com umas bebidas na cabeça, os dois vão parar na cama e passam a ter um caso. Ao mesmo tempo, surge um interesse romântico com o também divorciado arquiteto interpretado por Steve Martin. E forma-se um divertido triângulo amoroso.

O barato do filme é que há momentos de comédia escrachada, como a sucessão de cenas envolvendo um baseado. A sequência da webcam também se destaca e já é conhecida de quem viu o trailer nos cinemas. Mas no geral, SIMPLESMENTE COMPLICADO se preocupa em mostrar com carinho as necessidades sexuais e afetivas de pessoas que já passaram da meia-idade. Detalhes como a nudez ou a maior fragilidade física que o tempo traz quando leva embora a juventude são mostrados de modo a causar empatia com o espectador, ainda que ele não tenha chegado lá ainda. Outro trunfo do filme é John Krasinski, o Jim Halpert de THE OFFICE, que tem pelo menos três grandes e engraçados momentos.

Curiosamente, apesar de ter sido bem cotado no Globo de Ouro, SIMPLESMENTE COMPLICADO não recebeu nenhuma indicação ao Oscar 2010.

P.S.: Saiu a nova edição da Revista Zingu!, que continua o precioso resgate de figuras importantes e pouco lembradas do cinema brasileiro. Desta vez, o homenageado é José Lopes, o Índio. Destaque também para o especial Anselmo Duarte e a eleição dos melhores de 2009 pela equipe da revista. Boa leitura!

Nenhum comentário: